O Amor nem Sempre é Tão Bonito Assim...

Nos últimos anos tenho vindo a aprender muita coisa no que diz respeito aos nossos sentimentos e emoções, seja de forma positiva ou negativa, mas o importante é tirarmos sempre partido das situações, nem que seja para abrir os olhos e dizer basta.

Uma das piores coisas é sentirmo-nos prisioneiros de nós mesmos! Presos pela nossa mente e pensamentos, presos pelos nossos medos, sentimentos e emoções. Viver com medo de sofrer, porque no passado aprendemos a criar tantas defesas que nos fazem recuar e recuar neste presente e futuro próximo. Mas o pior ainda é arriscarmos e darmos a oportunidade de tentar novamente, e no final acabamos a sofrer mais uma vez (mesmo que nos digam sempre "Pelo menos tentaste.", mas a dor continua lá e é difícil de sarar). Ter sentimentos e emoções faz parte do ser humano e é bom quando damos valor ao amor, seja por um amigo, seja por um familiar ou por alguém que nos é especial. Mas viver naquela esperança que só nos afoga, é sufocante. Quando não somos correspondidos, quando damos mais de nós e mesmo sem pedir nada em troca, sabemos que algo não está correto, que quando não é valorizado o que sentimos, então não vale a pena ir atrás. Ficarmos presos aos sentimentos que nos deixam morrer por dentro é do pior que pode haver, acabamos em lágrimas, com um coração fragilizado por simplesmente querer amar e não ser correspondido.

Ficar preso a esse sentimento que não nos traz qualquer felicidade, mas sim desmotivação, desgosto, desilusão... é fácil quando nos dizem, deixa acontecer, desfruta a vida, concordo inteiramente, mas quando nos deparamos a criar uma grande afinidade que nos faz pensar todos os dias naquela pessoa, o que adianta estarmos a sufocar-nos por dentro se não somos correspondidos de igual forma. Dizer basta também faz parte, apesar de custar imenso, porque quando criamos sentimentos, eles fluem de uma forma tão rápida e fácil, que quando queremos desapegar é muito mais complicado. Mas sempre se disse, o que os olhos não veem, o coração não sente. É triste tentarmos conhecer pessoas e depois chegarmos à conclusão que nos faz interrogar, valeu a pena? Se na verdade sofremos com isso, porque haveria de valer a pena? Para aprender a criar mais defesas?

Não devemos nunca mendigar atenção, carinho ou qualquer outro tipo de sentimento, porque o que sentimos não se compra. Acho que o que de mais puro temos é o que vai dentro de nós, a nossa honestidade, a nossa lealdade, a nossa dedicação e o nosso amor pelas pessoas... e quando uma pessoa não procura a outra, muitas das vezes significa que não faz falta. Então não adianta nadar contra a corrente, porque quanto mais nadamos, mais cansados e desgastados ficamos até ao ponto das forças nos faltarem. Nada é impossível, mas quando se trata de sentimentos, não podemos forçar alguém a gostar de nós, então amar também é desistir quando a luz deixa de existir ao fundo do túnel e lá vamos nós na busca de outro caminho que nos traga novamente esperança.

Até que somos obrigados a tomar uma decisão definitiva.

Comentários

  1. Oh fofinha... queri tanto poder estar mais perto de ti e podermos falar mais...
    Espero em breve conseguir um tempinho para estarmos juntas e podermos falar :)
    Beijinho Enorme

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois :(
      Já tenho saudades das nossas conversas.
      Beijinho

      Eliminar
  2. É muito doloroso amar alguém que (já) não nos ama, temos que lutar contra nós próprios.
    Concordo que os sentimentos não se imploram e também não os podemos exigir. Por isso, sempre chega o dia em que a única hipótese é desistir daquele amor que só um tem e ninguém partilha.
    Gostei muito do texto, transmite bem o que são as dores de amar.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rita,

      Muito Obrigada pela tua opinião.
      Beijinho**

      Eliminar
  3. É uma reflexão triste a que fazes mas verdadeira.. temos que nos amar primeiro a nós e por isso temos que aprender a deixar ir e desistir quando algo em nada nos acrescenta e só nos derruba mais. Amar não é fácil, nunca foi e nunca será. Um beijinho grande <3

    ResponderEliminar
  4. Amar se ser amado nem sempre é fácil, é fato uma luta diária

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes é uma questão de sorte e vai muito das pessoas e das escolhas que fazemos.
      Mas é triste sofrer por amor ou por um sentimento que é tão bonito, mas não sendo correspondido perde completamente a beleza toda.

      Eliminar
  5. Não acho que o amor seja bonito. Mesmo que uma pessoa seja correspondida o amor faz sofrer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que é um sentimento bastante bonito quando sentido verdadeiramente e claro ser correspondido da mesma forma... quando isso não acontece, perde sem dúvida a beleza toda, porque só nos destrói por dentro infelizmente.

      Eliminar
  6. Penso que todos nós de qualquer maneira já sofremos por Amor, uns mais que outros. É muito dificil ultrapassar essa dor, às vezes é uma sensação de impotência, mas chega um dia em que temos que encarar a realidade, que aquilo que mais se deseja não se vai concretizar e tentar, por mais que nos custe, ultrapassar e mantermos a nossa mente ocupada e pensar que um dia a vida também se vai lembrar de nós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até concordo em sofrermos por amor, significa que daremos o real valor quando encontrarmos a tal pessoa. De qualquer forma não deixa de ser desgastante e desmotivante quando criamos uma empatia enorme e aquele sentimento de tentar mundos e fundos ser na realidade algo que não terá futuro para nós. É complicado realmente saber quando é a pessoa certa e até ela aparecer quantas mais desilusões havemos de ter? Enfim, agora é erguer a cabeça e tentar levar outro rumo, porque este estava a destruir-me por dentro.

      Eliminar
  7. O texto é lindo ! Pena que se trate dos teus sentimentos :( mas concordo absolutamente contigo, há que saber dizer basta quando se percebe que não te leva a lado nenhum para além do sofrimento . Sofre-se na mesma mas seguindo em frente. Penso que todos já sofremos por amor, afinal há vários tipos de amor : por uma amiga que nos desiludiu, por um filho e claro por aquele que se pensa ser a alma gémea e afinal não era. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente Ana <3
      Agora é seguir em frente e tentar não olhar para trás.
      Um grande beijinho

      Eliminar
  8. Infelizmente acho que acontece a muita gente,...é verdade mendigar por amor e atenção é estarmos a rebaixar.nos a alguém...e depois quando se luta sozinho ,....não há volta a dar,,,,mas tu es linda por fora e se te fizeram isso foi porque não era a pessoa ideal, quem ama não faz sofrer ....nunca desistas do AMOR <3

    ResponderEliminar
  9. O amor é lindo quando vivido pelos dois com a mesma intensidade, quando só uma ama o outro sofre

    ResponderEliminar
  10. Gentem, esse texto é tudo. Amei. Vou copiar e guardar, para ser lido em outra ocasião.

    ResponderEliminar
  11. Apesar de sentir sofrimento ao ler este texto é tão verdade o que diz. Sim o amor faz sofrer mas também nos traz alegrias e felicidades, só temos de encontrar quem dê valor a isso. Eu encontrei o amor da minha vida aos 14 anos, e foram 12 anos de namoro e já vamos com 14 de casados. Acreditar sempre ❤❤

    ResponderEliminar
  12. Adorei este post ... infelizmente tens toda a razão. Aos meus 20 anos apaixonei-me perdidamente por um rapaz 5 anos mais velho que eu, o grande amor da minha vida...que me traiu, sofri de violência psicológica e a coisa mais difícil de fazer foi terminar...doeu tanto. Namorámos 3 anos, foi o grande amor da minha vida e até há poucos anos pensava que ainda o era até haver um reencontro e ver que não sentia mais nada do que pensava sentir por ele e isso fez-me sentir tão bem, só tive pena de não lhe poder chapar com tanta coisa na cara, engraçado que era ele que me procurava e várias vezes e eu muitas vezes dizia não :-)...Namoros que tive posteriormente tive e nunca resultaram porque achava que ainda amava aquela pessoa do passado e sim amei com todas as minhas forças. Anulei-me, a minha vida era feita em função da dele...quando terminei a relação não tinha amigos com quem falar, caí numa depressão profunda aos meus 23/24 anos, caí á cama...orgulho-me de ter conseguido ter posto um ponto final mas...as mazelas, as marcas dessa relação e das posteriores marcaram-me...até aos dias de hoje...já não sou aquele doce de pessoa, ingénua, cheia de sonhos, desejante de ser mãe...muita coisa mudou em mim para pior e tenho raiva de mim mesma ter permitido que homens me mudassem dessa forma...mas, o amor é cego...foi cego...Desejo que todas sejam muito felizes e que não permitam que alguém vos mude <3 <3 <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabamos sempre aprender algo e a mudarmos a nossa maneira de ser, pena é que seja por vezes para pior, começamos a desconfiar mais, a ficar mais frias e afastamo-nos com o receio de nos magoarmo-nos novamente. Mas pronto, o tempo e a nossa vontade de mudar a situação vai melhorando aos poucos a nossa forma de viver. Custa e por vezes leva anos, mas há que ter esperança e voltar a sorrir novamente :)

      Eliminar
    2. Obrigado querida <3 Nós mulheres somos mais fortes do que pensamos <3

      Eliminar
  13. Apreciei o seu texto e de sobremaneira tem real e profunda verdade, pois, considero, quando temos um coração maior do que nós entendemos que o nosso amor vai despertar e abrir o coração do outro. Esquecemo-nos porém é que é da escolha do outro o seu despertar. Foi bom ter lido esta sua publicação, porque vem mesmo a propósito da minha atual situação emocional. Obrigada Paula.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Força e coragem, eu agora já ando bem melhor :)

      Eliminar
  14. Acho que o principal é aprendermos a valorizar-nos, a gostar de nós (gostar muito) e só depois abrir as portas do nosso coração sem medos!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente